terça-feira, 22 de abril de 2008

I must be sure!



If I fell


If I fell in love with you, would you promise to be true
And help me understand, cause I've been in love before
And I found that love was more, than just holding hands...
If I give my heart to you
I must be sure
From the very start
That you would love me more than her
If I trust in you, oh please, don't run and hide
If I love you too, oh please,
don't hurt my pride like her
Cause I couldn't stand the pain
And I would be sad if our new love was in vain
So I hope you see
That I would love to love you
If I fell in love with you

video

"hello crazy people"







"Hello crazy people", assim Newton Duarte, o "Big Boy", abria seu programa. Acho que foi lá por 1976 que eu comecei a ouvir o Big Boy, na rádio Mundial 860, do Rio de Janeiro. A partir da meia noite eu conseguia captar esse Disc Jockey no meu "radião" Transglobe, manja! Não me lembro bem do nome do programa, mas acho que era "Big Boy em Ritmo de Boate". Não sei quem me deu a dica, mas era O programa de rádio. Ali, eu sabia das últimas novidades da música mundial - tipo Beatles, Rolling Stones, etc. Ouvindo, eu tinha acesso a informações sobre rock, pop e principalmente o soul, que nem era muito difundido por aqui. Esse cara foi um DJ que fez revolução no rádio da época (e até hoje é referência). Por quê? Porque ele apareceu com uma nova linguagem cheia de irreverência. Com a voz rouca, aquele gordinho veio "quebrando tudo", mostrando um estilo próprio e descontraído. Tinha uma postura informal, mas que despejava naqueles momentos as últimas tendências , com informações "quentes" do mundo da música. A grande audiência se dava, creio eu, porque ele passava "no ar" um jeito de fã dos artistas (adorava os Beatles, por exemplo), o que o aproximava ainda mais de seus ouvintes. Dizia que os Beatles tinham sido a maior banda de rock de todos os tempos, os mais criativos. Que eram o início e fim de tudo! Enfim, Big boy foi um profissional que ousou inovar!

Arquitetônica



ALMA... ALMA...
Um dia de sol
Comum si bemol
Lá... na zona do porto
Encontrei teu rosto
E fiquei com dó

Ré médio não há
Naquele lugar
Si... fiquei sustenido
Em teu corpo esculpido
Eu quero morar
ALMA... ALMA...

Soprano é o vento
Ouvido, instrumento
Fá... batendo à porta
A janela torta
Close no momento

Ré médio não há
Naquele lugar
Si... fiquei sustenido
Em teu corpo esculpido
Eu quero morar
ALMA...ALMA...