quinta-feira, 17 de junho de 2010

Braga.pt - 10


Prometeu Acorrentado: Titã do intelecto, mito dinâmico, do "contra" (liberdade do espírito), da criação (investigação), do fogo (espírito luz-inteligência) > símbolo da UMinho.

Braga.pt - 9 (Dicionário)

Dicionário Português (PT)/Português (BR)
Rotunda = Rótula
Reprografia = Onde se tiram cópias xeróx
Métro = Metrô
Pontapé de canto = Escanteio
Lixívia = Desinfetante
Rebuçado = Bala
Cêntimo = Centavo
Líquido de louça = Detergente
Arca = Geladeira
Casa de banho = Banheiro
Agrafo = Grampo
Paragem = Parada (de ônibus)
Comboio = Trem
Autocarro = Ônibus
Tshirt = Camiseta
Bocadinho = Pouquinho
Resma = Pacote (de folhas)
Sumo = Suco
Tosta Mista = Torrada
Galão = Um copo de leite com café
Chavena = Xícara
Fiambre = Presunto
Prego = Baurú
Dá-me lume? = Tem fogo?
Não me chagues a paciência! = Não me encha a paciência!
Chumbar = reprovar
Esferovite = isopor
Loiça = Louça
Saco = mochila
Registo = registro
Impacte = impacto
Controlo = controle
Fato = terno
Utente = utilizador de um serviço, cliente
"Giro" = bonito
Fixe = legal
Caminhonete = ônibus de viagem
Galão = copo de leite com café
Concelho = uma ou mais freguesias (lugares)
Equipa = equipe
Fasquia = barra
Camião = caminhão
Puto = criança

OBS: aos poucos vou postando mais....

terça-feira, 15 de junho de 2010

Braga.pt - 8

Braga. Tarde de dezesseis de Junho. Telão na Praça: tinta na cara, cervejada, bandeiras e cornetas. Primeiro jogo da seleção brasileira. Interessante os brasileiros, em grande número, torcendo fervorosamente pelo seu time. Resultado: 2 x 1 para o Brasil. A galera se reuniu em uma arquibancada (acho que montada pela prefeitura) na praça principal de Braga. Filmei a alegria do povo: o gol e o cachorrinho fardado de seleção brasileira. Muito engraçado.

video

video

video

domingo, 13 de junho de 2010

Braga.pt - 7

Fui almoçar no restaurante "Broa d’Avó". Bem bom, hehehe. Para variar, comi peixe e tomei vinho. Dali, fui para o Shopping "Braga Park" e lá comprei um livro sobre a cidade de Braga (pontos turísticos) e um livro teórico de Tomás Maldonado: “Design Industrial”. É um livro das Edições 70, de Lisboa. Deve ser interessante. Já ia embora e resolvi passar no café da FNAC onde, por acaso, me deparo com show. O grupo se chama “Toque de Caixa” e pesquisa música folclórica portuguesa. Achei sensacional. Fiz alguns vídeos. Vou postar dois pequenos. Li no site deles alguns depoimentos na imprensa. Vejam esse por exemplo:
“É música portuguesa, autêntica, sinto-me português ao ouvi-la, é música popular do povo, cresce em mim o orgulho, fico melhor da crise, odeio mais os culpados, cheira-me a terra, a mim (…). Toque-de-Caixa: uma transfusão de música. Fica-se limpo, mais novo”.
José Duarte (in Visão Jan.94). http://www.toquedecaixa.org/
video
video

Braga.pt - 6

O dia dos namorados.
Uma hipótese: dia 12 de junho, dia dos namorados no Brasil, é véspera de 13 de junho, dia de Santo Antônio, santo português com tradição de casamenteiro, aqui em Portugal (e no Brasil também). Talvez, aí esteja a origem da nossa comemoração. Consta que o mesmo pregava a importância da união familiar que era muito combatida, na Idade Média, pela heresia da época chamada Catarismo (seita que condenava a geração de filhos, pois para esta o mundo era intrinsecamente mau, criado por um Deus mau). Ontem, dia 13, ao sair do cinema, fui com o meu professor orientador e um amigo, o Nuno, tomar um café na "A Brasileira", localizado no Largo do Barão de S. Martinho, esquina da Rua de S. Marco. Ali, do seu balcão, vi um pouco do desfile comemorativo do dia de Santo Antônio. Bastante curioso, diria ingênuo, o desfile, a música, os trajes. Imagino que ele represente as origens do nosso "Dia dos Namorados". Vejam aí...
video

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Braga.pt - 5


Ouço sinos o tempo inteiro. Mas antes de falar sobre essa igreja, aqui vão alguns dados sobre a cidade. Braga, ou Bracara Augusta, como foi batizada pelos romanos, foi fundada pelos Celtas em 300 a.C. e foi um centro administrativo romano, em 27 a.C.. Foi em parte destruida por muçulmanos e foi erguida novamente pelo povo Português. Tem características barrocas. A cidade é também conhecida como a "Roma Portuguesa" ou a "Cidade dos Arcebispos", pela sua concentração de arquitectura religiosa. Braga é provavelmente o maior centro religioso de Portugal, conhecida pelas suas igrejas Barrocas, pelas casas do século XVIII e pelos bonitos jardins, ruelas e parques. Com 150 mil habitantes, a cidade apresenta uma qualidade de vida muito acima da média portuguesa, sendo apenas superada pelas regiões do grande Porto e da grande Lisboa. Acidade tem bastante cultura e lazer: cinemas, teatro, exposições, museus e galerias de arte. Inaugurada em 1o70, a Catedral da Sé (imagem acima) reúne vários estilos arquitetônicos: o Românico, o Gótico e o Barroco, são seus principais elementos. Demoraram até ao século XVIII as diversas obras, reformas e reconstruções. Caracteriza-se pela escultura religiosa manuelina, que aparece no altar e na pia batismal. Ao fundo das naves encontra-se o Coro Alto visível em todo o percurso de visita a igreja. O cadeiral, para assento dos padres, é de uma grande riqueza artística. Em frente ao Coro Alto encontramos dois órgãos que ainda hoje funcionam. Um dos órgãos possui 2400 tubos, alguns mergulhados em água, e produzem um som idêntico ao cantar dos rouxinóis. Nesta catedral encontram-se os túmulos de Henrique de Borgonha e sua mulher, Teresa de Leão, os condes do Condado Portucalense, pais do rei D. Afonso Henriques. Pela história e a cultura vale a pena visitar. Hehehehe. Abraço.
Dados: http://www.portugalvirtual.pt/_tourism/costaverde/braga/ptcity.html

terça-feira, 8 de junho de 2010

Braga.pt - 4


Hoje é dia 08 de Junho. Já almocei. No RU, que é aqui em frente, tinha sopa, pão, filé de arraia, arroz, saladas, sorvete. Estava bom. Chove na cidade. Estou no meu "novo" apartamento, na Residência Universitária Santa Tecla. Olho pela minha janela e vejo uma Braga diferente... úmida. Ontem mudei de apartamento. Estava em outro, no nº 350, onde morava o Zé, um rapaz português que estuda Sociologia na UMinho. Ele é quieto e inteligente. Ficou meu amigo. As condições desse apartamento eram precárias. Por exemplo, o laminado do tampo da mesa de estudo estava soltando ... não gostei. Falei para o meu orientador, que ligou para o setor competente e eles ficaram de me arrumar um outro apartamento. Cá exxxxtou, como dizem eles. É um lugar bem melhor. O número é 360. Hoje de manhã saí para comprar coisas para ele (fique claro que só vou ficar por quatro meses e que, portanto, não é um pão-durismo de minha parte... hehehe). Comprei 3 panos de pratos, 2 pratos e alguns copos de plástico, 2 tapetes (um para o box e outro para a saída do banho), um sabão líquido p as mãos (chique, hein!), uns ganchinhos para pendurar a toalha, um pacote de papel higiênico, uma jarra para a água, etc. Comprei tudo em uma lojinha chinesa. Tudo barato. Estou (quase) preparado para viver aqui. Tenho 20 vales alimentação. Cartão para o ônibus. Tudo muito prático. Ahhh... e comprei um guarda-chuva, né! Agora vou estudar, até mais.

sábado, 5 de junho de 2010

Braga.pt - 3


O segundo avião, da TAP, era grande. Eu não tenho idéia de quantos lugares ele tinha. Mas os corredores eram imensos e os espaços entre os bancos, eram ínfimos. Fico imaginando a dificuldade que seria para uma pessoa grande se "encaixar" ali. Brasília, 31 de maio, saída às 17:05h, da tarde. Lisboa, 01 de junho, chegada às 06:20h, da manhã. Detalhe: o fuso horário daqui (PT) é 4h a menos que aí (BR). Então, se não estou enganado, esse trajeto dá umas 8h de viagem. Foi estranha a chegada ao aeroporto de Lisboa, às seis e meia da manhã. Um aeroporto novo, super moderno, imenso e sem ninguém. Meio que me perdi naqueles enormes corredores. Não via ninguém, pois tinha me demorado para pegar as malas. E foi bem complicado carregá-las por aqueles "túneis" modernos. Resultado: fiquei para trás, o grupo se foi. Só encontrei gente de novo láááá no check-in. Aí sim, acumulou um "monte" de gente. Uma bagunça. Gente de tudo quanto era canto: orientais, brasileiros, africanos. Ali chegavam pessoas de outros vôos. Foi complicada e longa a espera (tive que dar volta com uma mala, pois tinha esquecido que nela estava o notebook e o sensor detectou), mas no fim tudo deu certo. De Lisboa fui para Porto, ainda na manhã desse mesmo dia. O problema foi levar até Braga esse monte de malas. Fui então me informar sobre qual o meio de transporte eu deveria usar. Me disseram que era o "comboio" (assim eles chamam o trem). Só que eu tinha aquele monte de malas. O jeito era ir de "métro" (metrô para nós). E lá fui eu pedindo ajuda para um e para outro. Assim, depois de muita luta, cheguei na Residência dos Estudantes Santa Tecla, da UMinho/Universidade do Minho (o nome "Santa Tecla" me fez lembrar de Pelotas... somos portugueses mesmo, hehehe). Chegando aqui, levei um susto: o prédio era legal, mas o quarto... hmmm. Não vou aqui descrevê-lo, mas não gostei. Mas, me instalei. E sobe malas! Depois, falei para o meu orientador das condições e ele logo me ajudou (acho que logo me arrumarão um quarto melhor, tomara!). Fui descansando e me acalmando aos poucos. Hehehe. No outro dia fui conhecer a cidade e a universidade. Show! Me apaixonei por Braga "de cara": ruelas estreitas, casarões medievais, igrejas barrocas, monumentos antigos, café e restaurantes maravilhosos. Coisas que só tinha visto em livros e filmes. As ruelas me fizeram lembrar do filme "Romeu e Julieta", hehehehe! Já a UMinho é "mega" moderna. O campus é enorme. O local onde vou estudar aparece aí em cima: mesas redondas, grandes, novas, rodeadas de livros sobre os assuntos de pesquisa: imaginário, simbólico, hermenêutica, espaço escolar, etc, etc... estou gostando de tudo: pessoas, espaços, estudo, comida... tudo!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Braga.pt - 2


Pelotas, cinco da manhã do dia 31 de maio. Meio friozinho. Peço ajuda para o Jorge, porteiro e amigo, para carregar as malas. Credo... três malas grandes (roupas, livros e sapatos) e a mochila pesada por causa do notebook. Difíceis de carregar. Ônibus Embaixador (que orgulho de uma empresa assim) com bancos macios e espaçosos, bons para dormir. Viagem tri tranquila até POA. O motorista leva os passageiros que precisam até o aeroporto Salgado Filho. Na hora do meu check-in começa uma baita confusão por causa do excesso de bagagem e peso. Queriam me dar uma multa. Ainda bem que "briguei" e achei uma saída passando algumas coisas de uma mala para outra e também para a mochila. Consegui! As 10:52h da manhã embarco em um avião da TAM, primeiro dos três que terei de usar. Assento 2A, rumo a Brasília. Um avião de tamanho médio com assentos apertados. Céu azul. É estranha a sensação (da escala) do que se vê lá de cima. O Brasil é imenso e eu estava vendo lá de cima figuras geométricas perfeitas. Bonitas. Quadrados, retângulos, triângulos, trápézios verdes, amarelos e marrons, às vezes cortados por linhas curvas sinuosas. Eram plantações e granjas do cerrado de Mato Grosso e Goiás, imagino eu. Sobrevôo e chego a Brasília às 13h, mais ou menos. Interessante ver as casinhas dos ricos com suas piscinas. Parecem maquetes bem feitas. Essa imagem aí de cima é do aeroporto de Brasília com o avião da TAP que me levaria até Lisboa, algum tempo depois do almoço, ora poixxxxxxxx.

Braga.pt - 1 (cam nova)


Primeira explicação: a "alimentação" desse blog, a partir de agora, é em função da minha viagem para um doutorado sanduíche (isso mesmo "sanduíche", mas não é o de comer... é apenas um pedaço do doutorado em outro país). O destino...Portugal. Serão quatro meses - de junho a setembro de 2010. Outra explicação: por ser Arquiteto e Professor de Design estudo coisas do Imaginário na Educação. O assunto é o "Espaço Escolar", pelo viés do Imaginário e do Simbólico. Essa imagem acima é um teste com a minha novíssima câmera Sony (com o macro ativado), comprada para registrar as imagens da viagem. No mesmo dia comprei uma coisa sensacional: um HD externo da Samsung, com 160 G de espaço. Pensei em guardar, além da tese, é lógico, fotos, vídeos e músicas, para não sobrecarregar o notebook. Já estão servindo. Hehehehe. Ahhhh... detalhe... comprei os dois nos camelôs de Pelotas!!!